quarta-feira, 21 de novembro de 2012

os 25

Vinte e cinco anos... quem diria? Dei por mim que tenho quarto de século... curioso é pensar que a Nana também achou isso quando fez seus vinte e cinco.

A verdade é que chegar nessa nova idade, nesse ano novo, me trouxe uma certa melancolia nostálgica, me peguei pensando no tanto de coisa que já fiz na vida e o tanto que estou prestes a fazer... nossa. Tanta coisa ainda pra realizar, não deixo de lamentar um pouco a quantidade de coisas que eu já poderia ter feito até aqui, mas... o que passou passou, já era. Não tem como voltar atrás.

Agradeço a todo mundo que veio comigo até aqui, a todos que vão continuar, que vão seguir, ainda que não presencialmente, no cara a cara, sei que trago bastante gente dentro do meu peito, bastante gente que me ajudou, me deu um ensinamento ao longo dessa caminhada até aqui, não vou dizer que só aprendi coisa boa... ao contrário, aprendi muita merda! Mas, adaptando uma frase de meu brother Gabriel, é fazendo merda que se aduba a vida! É... eu sei, foi uma bosta de comentário hahahaha!

Agradeço, também, à todos que me deram felicitações... muito obrigado povo :D

Encerro essa pequena "oração" com uma música e com um verso dela que vou levar como mantra:


De hoje em diante
Eu juro felicidade a mim
Na saúde, na saúde, juventude, na velhice
Vou pelos caminhos brandos
A minha proposta é boa, eu sei
De hoje em diante tudo se descomplicará
Com um nariz de palhaço
Rirei de tudo que me fazia chorar
Cercada de bons amigos me protegerei


Vanessa da Mata - Meu Aniversário

... e que os vinte e cinco sejam vinte e cinco vezes melhores do que foram os vinte e quatro!

2 comentários:

ઇ‍ઉ disse...

Devido ao tempo que anda corrido, não tinha entrado aqui ainda... então deixei as "felicitações" noutro canto. Curioso... boa parte do que lerá(ou leu) lá, parece uma resposta do que agora li aqui. Enfim... concordo plenamente com o que escreveu, e mais uma vez desejo a ti, muitos e muitos aninhos de vida.

Pernóquinha :p

Thata Bastos disse...

Que continuemos adubando a vida, meu querido primo! E juntos, sempre juntos. Eu amo você, cabeção u.u